Tradição Africana

TRADIÇÃO AFRICANA


 

O Candomblé nasceu na África, ainda nos primórdios das primeiras civilizações, para um homem que,
já naquele momento, via como manifesta a presença do Divino em toda a criação.

Assim, as águas dos rios e dos mares, as montanhas e vales, as árvores, florestas e desertos, o céu,
os animais, os elementos, o vento, a chuva, o próprio homem enfim, eram representações do poder Criador.

A complexidade desta relação se traduz no extenso cabedal de conhecimento acumulado pelo Candomblé
cujos preceitos alcançam amplitude inimaginável.

Foi por isso que os mais velhos adquiriram importância crucial na sua perpetuação desde um tempo quando
a comunicação ainda era, exclusivamente,oral.

Graças ao conhecimento acumulado, esses velhos sábios vieram a se tornar poderosos guardiões dos seus
                                                                              descendentes e consanguíneos que integravam, ao final, todos os membros da sua aldeia.

                                                                              Entendendo a vida terrena como sendo uma etapa da existência de todos nós, foi natural que o Candomblé
                                                                              estabelecesse que o cuidado dos velhos sábios na proteção e     orientação da sua descendência se estendesse
                                                                              para além dos limites da vida física.

                                                                              A prática do candomblé consiste, portanto, no culto a ancestralidade que a todos protege e guia e no cuidado com
                                                                             a natureza que nos hospeda, alimenta e abriga, tudo com Muita alegria, harmonia e comunhão.

Comments are closed.